Oi universo

Acho que deu pra perceber que eu sumi né?

Pois é tava por ai estudando aka surtando. Aaah tudo muito lindo -agora que sei que passei mesmo– pessoas lindas, mundo lindo, sol lindo.  Agora é aproveitar o recesso(copa)/férias.

Nesse tempo devo escrever algo interessante por aqui e mostrar o que aprendi nesse semestre cheio de copa que durou 4 meses. Cara 4 meses e eu fiz muita coisa, tem razão de todo mundo ter surtado. Que coisa.

Entón hasta luego.

:*

Portas infinitas

As portas desde o começo das histórias está ligada a um novo começo , a novas oportunidades , nos levam a vários lugares.

Recentemente com essa ‘Teoria da Pixar’ foi muito falado da porta e que ela fazia a ‘Boo’ pular pelos anos a procura do ‘gatinho’. Mas isso da pixar usar a porta não tem nada de mais porque essa coisa de a porta nos fazer viajar entre mundos já existe, acredito eu, a muito tempo atrás no mundo da imaginação. Nárnia, meu argumento favorito, é um exemplo disso. No começo de Nárnia quando ela nem existia o tio dos meninos encontrou uma porta no porão onde ocorreu um evento estranho que o fez parar em bosque cheio de lagos que na verdade eram portas para outros mundos. No conto seguinte começa com as crianças brincando de esconde-esconde pela casa e vão abrindo as portas até encontrar um cômodo bom pra se esconder até que Lúcia abre uma porta e vê um enorme guarda roupa, criança que é um bicho curioso, foi lá a Lúcia abriu e descobriu todo aquele mundo.

narniawardrobe

 Nós mesmo ainda hoje dizemos ” Quando uma porta se fecha outra se abre”. As portas nos fazem viajar para outros mundos. Minha mãe mesmo diz: ‘ Da porta pra fora é outra pessoa’. A porta nos faz criar limites, cada cômodo da casa é um mundo.

A criança é um ótimo exemplo para comprovar isso. O quarto é sua fortaleza, o banheiro é um lago cheio de jacarés ( fuja o mais rápido dele), A cozinha é um grande restaurante é só pedir que de lá sai tudo.

O mesmo é com nós ‘gente grande’. Da porta de casa para dentro é nossa fortaleza , realmente  somos nós. Da porta pra frente até o portão já não somos tão nós mesmos. Do portão pra fora é o mundo real, já não somos 100% nós mesmo.

Portas não são como muros, eles limitam mas o muro não tem como atravessar. Podemos criar portas imaginárias, você pode criar seu mundinho parado no meio da multidão. Uma das melhores portas são os livros.

Aí eu me pergunto, quando eu comecei a raciocinar isso sobre portas?

Foi quando eu deitei e veio a imagem de uma porta se abrindo e pensando nessa coisa toda. Imaginação é uma loucura, não é?  E essa porta está sempre ali no cantinho aberta pronta pra ser espiada. A mente é uma porta escancarada. Espia só!

teinha

CARACOLIS

Achei um site mega legal de música… na verdade minha linda prima Joyce que postou no face então de curiosidade (sou pouco curiosa) cliquei no link tava no celular nessa ocasião ( gripada o suficiente pra não conseguir ligar o pc) ai fui direcionada pra fazer o download no cel.

Aí piirei muuito legal tem todo tipo de lista , todos os gêneros, música pra quando você ta triste, feliz, na academia e etc.

Aaah o site é o seguinte : http://superplayer.com.br/

Sério fuça lá, tem música para o infinito e muito mais além e também é uma boa ideia pra procurar músicas novas.

O visual me lembra o windows 8.

E tem um porém só funciona com o advento da internet, pra sempre ligada na internet. Se você ta no interiorzão em que só passa urubu é melhor ficar escutando caipira mesmo.

Ai como to amando esse site.

thks

Meu Malvado Favorito 2

mmf2

“Aaah ele é tão FOFINHOOO!”

Impossível não reconhecer essa fala. Agnes tão fofa e tão bem feita. Na verdade todo o filme é bem feito  e óbvio fizeram o segundo com muuuuito mais minions.  Mas infelizmente pra mim o Guilherme Briggs não dublou eles por inteiro só pequenas falas. Mas vamos falar a verdade o Gui é um minion e ninguém descobriu isso ainda, ele nasceu pra dublar essas coisinhas amarelas.

O filme mostra que o Gru já não é tão malvado assim e faz isso pra cuidar das meninas. Então uma agência que combate vilões chama o Gru pra ajudar a capturar um outro vilão e vai ter ajuda de uma nova agente da agência, ela tem o biotipo de francesa . Ai que todos descobrem o trauma do Gru pelo amor, O Gru criança é lindo. Agnes toda FOFINHA (aaarg) acho que usaram isso até de mais, mas ela é linda e usaram muito bem ela, é só ela aparecer que tudo fica cor de rosa.

” Ai, mas é infantil.” Algumas pessoas ainda dizem isso, mas eu vi muita gente grande ir ver. O filme é ótimo, quero ver de novo, eu achei até melhor que o primeiro. Tem muita coisa acontecendo ao mesmo tempo, é o Gru, minions, agnes, Margô e o namorandinho, nova personagem, vilões e uma galinha louca e os minions do mal.

Resumo: os produtores jogou tudo o que tinha de bom no primeiro, adicionou mais graxinhas, colocou um elemento X e um pouquinho de tudo que há de bom e saiu esse filme.

Tem muuitas frases engraçadas não posso falar todas né “nem” . E além de tudo ainda tem Sidney Magal dublando, toque de baranguice foi ótimo também.

E em 2014 vai sair um filme dos MINIONS, vamos esperar um filme com poucas falas e espero o Gui Brigss dublar, tá seus bando de idiotas que fica xingando dublagem ‘run.

Vai aí umas fotinhas e uma surpresinha ótima dos minions…

   

Patati Patatá ><

thks

Fim de semana cultural : De Minas ao Japão

Foi só eu que achei engraçado o título desse post?

Mas vou te contar que foi verdade! Eu e minha querida prima fomos de Minas ao Japão em apenas um dia, ou melhor no mesmo sábado.

Isso aconteceu no dia 16 de março, mas como eu estava ocupadíssima nesses últimos dias e não tive tempo de compartilhar com vocês essa história, ou passeio.

Bom vamos começar com o começo:

1° fomos ao MINASCENTRO onde estava acontecendo o 5° salão mineiro do turismo.

Fomos pra ver sobre o circuito da serra do cipó, região onde nossa família mora. Vou confessar que quando chegamos lá era só um estande com folhetos, e isso era pra todas as regiões. Nada o que a gente esperava!!! Pegamos dezenas de folhetos, e isso era só pra gente fazer uma analise deles. E o estande de Inhotim que era só um folheto!! Abismadas!! Mas umas coisa não tinha como dar errado:

-1° comida: sempre vai ser boa né?

-2° o artesanato: É lindo né? E óbvio tirei dezenas de fotos.

1

2

E a gente experimentou o guaraná Jesus. Vamos ser sinceras, quando vimos a cor rosa já achamos estranho, mas o gosto é mais estranho ainda! É bem doce e tem gostinho de balinha!!  Nem tudo que é bonitinho é bom né?

——————————————————————————————————

E depois disso fomos correndo para o JAPÃO ou melhor para o EXPOMINAS.

Claro outra história lá né? um espaço gigante e uma cultura totalmente diferente.

Tudo muito incrível , as danças, os desenhos, as pipas, as comidas – principalmente o feijão tropeiro que tinha lá!! kkkk

E óbvio muitas fotos, milhões de fotos e claro uma paradinha em uma cadeira massageadora.

3

4

5

6

Tudo muito top, muito lindo. Só imagens podem mostrar o quanto foi incrivel. Aaah claro lá tinha umas barraquinhas vendendo roupas japonesas, bichinhos de pelúcia, porcelana e um monte de coisas. Não tirei foto porque comprar era mais interessante, mas só comprei um palitinho pra colocar no cabelo! Uma belezinha.

Sério, o evento do Japão foi divino! O salão do turismo só deixou a desejar em mostrar algo a mais, além de folhetos. Talvez um contato mais humano sabe?
Aqui em Belo Horizonte tem cultura minha gente!! Nós iremos a mais eventos por ai, vamos comentar tirar fotos e experimentar coisinha, já estou preparada pra não gostar de muitas coisas.E ao chegar a noite a gente só queria água, banho e cama!!

thxs

Jane Austen – Novels

Todo mundo sabe (ou vai ficar sabendo) que eu AMO o filme e o livro ‘Orgulho e Preconceito’ da Jane Austen. Super acho o romance lindo, cativante e engraçado (Jane ama sarcasmo, quem não né?).

Só que  não li mais nenhum outro livro dela , preguiça literária + no money, oi.  Mas a vida é engraçada e me mandaram entrar na biblioteca. Eis que a procura de algo pra ler me deparo com o nome Jane Austen, logo os olhos brilharam, o sorriso apareceu e uma vontade de gritar ‘Aah mais um romance lindo!’ e pular também. Felizmente eu só sorri e peguei emprestado ‘Emma”, mas o livro é só uma adaptação com poucas páginas – ele era em inglês- não muito detalhista mas com o essencial da história, o suficiente para amar. Eu li ele em mais ou menos uma hora, praticamente engoli ele. E agora estou com vontade de ler todos os livros dela, tinha um lá na biblioteca com 3 história mas é só pra quem ta no avançado, pff.

Caso alguém queira me dar ou queira ler também tem uma listinha abaixo com todos os livros que ela escreveu e um resumo da história do lado.

Prepare-se para se apaixonar!

 

 

Emma Woodhouse é uma mulher linda, intelectual e de espírito elevado. Sua mãe faleceu quando ela ainda era muito jovem e esta assumiu o papel da administradora da casa, já que sua irmã mais velha havia se casado. De certa forma, ela é muito madura, apesar de cometer sérios erros: mesmo jurando que nunca se casaria, encontra diversão em arrumar casamentos para outros; aparentemente incapaz de se apaixonar.

 

 

Um conto aonde uma jovem órfã é adotada por seus parentes ricos, apresentando conflitos que envolvem amor e contratos sociais, escravidão e civilidade, riqueza e autopercepção – sempre com o toque irônico de Jane Austen, sua marca registrada. Ainda que o livro aborde vários temas, a principal questão é a busca da identidade e do verdadeiro amor.

 Em sua estadia, Catherine passa seus dias visitando seus mais novos amigos e freqüentando bailes na cidade e acaba por se envolver com dois jovens da cidade, John Thorpe e Henry Tillney que a envolve com seu conhecimento de literatura e história. O pai de Henry, general Tillney, a convida para visitar uma de suas propriedades, a Abadia de Northanger. Catherine que na história está lendo o romance gótico, “Os Mistérios de Udolpho”, de Ann Radcliffe, fica fascinada com a perspectiva de ingressar em um ambiente antigo, fantástico e sombrio.

  Além de constituir um vívido retrato da época, com as convenções e costumes da sociedade rural inglesa do  começo do século XIX, Persuasão (1818) conta a bela e sedutora história de Anne Elliot e Frederick Wentworth, que, oito anos depois do rompimento do noivado, reencontram-se em circunstâncias bem diferentes daquelas do passsado.

  Razão e Sensibilidade’ conta a história das irmãs Dashwood, Elinor e Marianne, que, na Inglaterra dos últimos anos do século XVIII, ficam desamparadas com a morte do pai, cujas propriedades são deixadas como herança para um filho do primeiro casamento, obedecendo-se às leis inglesas. Bonitas, inteligentes e sensíveis, as irmãs Elinor e Marianne, sua mãe e sua irmã menor, Margareth, mudam-se para um chalé oferecido por um parente distante. Sem dotes a serem oferecidos para seus casamentos, Elinor, o arquétipo austeano da razão, e Marianne, o da sensibilidade, têm pouca oportunidades de conseguir um bom casamento, mas a grandeza de seus sentimentos – a sinceridade e a fidelidade do coração de ambas – se revela importante contra a hipocrisia de uma sociedade preocupada apenas com os bens materiais.

Em ‘Orgulho e Preconceito’ Jane Austen busca mostrar como o amor entre os protagonistas foi capaz de superar barreiras de orgulho e preconceito, a diferença social entre eles e o escasso poder de decisão concedido à mulher na sociedade daquela época.

Todo dia é dia de presentear 😀

thxs

Aaah

Queridos leitores – que de acordo com as estatísticas do wordpress são 2 – sumi daqui pois tive que fazer várias coisas no mundo do asfalto e calor. Minha cabeça estava muito cheia de outras coisas não muito criativas e interessantes para o blog, só na hora em que eu estava quase dormindo é que as ideias boas vinham, mas estava cansada pra ir pegar um papel ou até o celular. Entón organizei minhas ideias e estou postando aqui. *carinha feliz*

Eu queria que esse blog fosse TOP OF MIND, mas vi um vídeo que me fez cair na real de novo, eu devo fazer o que me agrada, quem quiser estou aqui com muita comida, filmes, ideias birutas e debatendo com a minha “távola redonda de personalidades

Flyer-g

Fiz isso pra divulgar meu blog, e porque eu tive uma vontade de montar isso. Gostei divulgado ou não é meu blog bebê todo cheio de cor de rosa.

thxs

“NOW” – clipe

Aaaaaaaaaaaaaaaaaaah. Isso é um dos sentimentos enquanto o vídeo carrega.

O clipe mostra uma batalha, muito cheio de explosões, cores, emoções. Mas o fim é emocionante. Sério EU CHOREI e eu não choro tão fácil assim, to até meio soluçando. E claro Jeremy e Taylor maravilhosos, emocionei com eles também!!

Assistam e digam o que vocês acham:

Esse clipe mostra o que o amor pode fazer! Sério ter a coragem pra abraçar e aceitar o inimigo é muito difícil e fácil!

Ai to chorando, nem minha irmã tá acreditando, é uma mensagem tocante!!

A cara de alívio do Taylor e do Jeremy ><

É assim que se retorna do quase fundo do poço!!

thxs